CapaCapa Textos E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros ŕ VendaLivros ŕ Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks

Sem Rima
Junho 10th, 2012 by aluisio

Arrastado, somente
Por tudo, juro
Nada desejando
Eis o desdenhar suplicante de um homem
Que coisa nenhuma inspira
Que revive das sobras,
Do sentir apoucado
Do que era
Mera complacência
De mais, amainado, pelo menos
Quimera, sem estima, sem vida
Sem além, sem nome, sem rima
Aluísio Azevedo Júnior
Enviado por Aluísio Azevedo Júnior em 30/12/2012


Comentários